Saúde

Liberação Miofascial

08/01/2018

1
foto: cedida pela autora
 
A liberação miofascial é uma técnica muito utilizada na fisioterapia, que busca relaxar a musculatura e distensionar as fáscias. Utilizada em atletas e em diversas patologias, como retrações musculares, contraturas, tensionamento local, dores musculares crônicas e fibromialgia, o termo miofascial significa “mio - músculo, fascial – fáscia: tecido conectivo = fáscia muscular”.
 
A fáscia é uma espécie de membrana formada pelo tecido conjuntivo que recobre cada fibra muscular, cada músculo e também toda a superfície do conjunto muscular, sendo encontrada em diversas extensões, espessuras e densidades em nosso corpo, permitindo que a função corporal em geral seja bem executada, fornecendo juntamente sustentação aos tecidos, proteção, coordenação e impedindo que ocorra o atrito entre os músculos.
 
Segundo Rêgo (2012), “as fáscias também são sempre interligadas uma nas outras, havendo uma continuidade entre elas, sendo assim, seja qual for o tipo de alteração na tensão em qualquer parte da sua extensão, será repercutido no conjunto, afetando de forma global o nosso corpo.” Esse fato também explica, por exemplo, juntamente com o sistema nervoso, a dor por irradiação, ou a dor crônica global.
 
De que forma a fáscia pode ser afetada e o que isso altera no nosso organismo?
O uso exagerado da musculatura, maus hábitos posturais, padrão de movimento incorreto e até mesmo desgastes emocionais e o estresse podem levar a uma alteração prejudicial da fáscia, resultando em uma pressão excessiva sobre os nervos e músculos (LEITE, 2008). Isso faz com que o nosso corpo reaja formando nódulos, que são chamamos de pontos gatilhos (trigger points), que acumulam toxinas, prejudicam o bom funcionamento do sistema musculoesquelético e alteram a coordenação, a flexibilidade e a força muscular, formando, mais uma vez, uma bola de neve que certamente vai culminar no aparecimento de lesões e impedir o desempenho no treinamento físico e o bem estar em geral.
 
O que a liberação miofascial proporciona?
Alívio de dores (crônicas, tensionais, pós treino, patológicas etc.), relaxamento muscular, maior mobilidade articular, mais liberdade na execução dos movimentos, melhora na capacidade de contração muscular. Além disso, temos ainda a melhora na disposição, mais flexibilidade, elasticidade e agilidade, prevenção de lesões e doenças musculares crônicas. Para atletas, melhora do rendimento, maior facilidade na nutrição muscular, acelerando a remoção de metabólitos, e melhora da propriocepção e consciência corporal.
 
A liberação miofascial pode ser indicada tanto no pré, quanto no pós-treino, cada um para uma finalidade diferente. No pré-treino, é mais usada para diminuir a fadiga muscular e melhorar a flexibilidade e a execução dos exercícios. Já no pós-treino, é ideal para a redução da dor muscular e relaxamento.
 
 
Como é realizada a liberação miofascial?
Pode ser realizada de forma manual, por meio da manipulação dos tecidos, utilizando diferentes direções de deslizamento, apoios e pressões, de acordo com a necessidade e os relatos do paciente. Ou assistida com instrumentos específicos como raspadores, crochetes, rolos ou ventosas.
 

*Liana Leal
Fisioterapeuta - CREFITO 55335-F
Pós-graduação em Terapia Manual e Postural;
Reeducação Postural Global (RPG);
Formação no Método Busquet;
Diretora e responsável técnica da FISIOCLINIC.
 

Últimos Registros:







Ver todos os registros


















AS MAIS LIDAS*

1
1
1
1
1
1
1
1
1
1
* Notícias mais acessadas da semana


Twitter @fashionnews_



Encontre-nos

twitter Facebook



Copyright © 2018
Todos os direitos reservados a Fashion News
Webmail - Administração

Fuzzon